Serviços

Telefones

11 94843-1928

11 97739-9445

11 4378-6756

NOSSOS SERVIÇOS

ENGENHARIA

 

NR-10 - Laudo Elétrico

 

NR-12 - Programa de Prevenção de Prensas e Similares

 

NR-15 - Laudo de Insalubridade

 

NR-16 - Laudo de Periculosidade

 

NR-17 - Laudo de Ergonomia

 

LTCAT - Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho (legislação previdenciária). Esse documento é elaborado pelo Engenheiro de Segurança do Trabalho ou Médico do Trabalho e deve apresentar em seu conteúdo os Levantamentos Quantitativos dos agentes agressivos existentes na empresa que serão a base para a elaboração do Perfil Profissiográfico - PPP.

MEDICINA OCUPACIONAL

NR-7 PCMSO – Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional. Elaboração, implantação e Coordenação do PCMSO, realização de Exames Ocupacionais e Laboratoriais In-Company.

VEJA MAIS ABAIXO

SEGURANÇA DO TRABALHO

​​

NR-5 CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.

 

NR-9 PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - Elaboração, Implantação e Coordenação do PPRA, Levantamentos ambientais.

 

NR-18 PCMAT – Programa de Condições e meio Ambiente de Trabalho na Ind. da Construção.

 

NR-23 – Treinamento para Combate à Incêndio.

 

Treinamentos – EPI, CIPA, Primeiros Socorros, Transporte manual de cargas entre outros.

PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), nos termos da NR-09, visa à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, pela antecipação, pelo reconhecimento, pela avaliação e, consequentemente, pelo controle da ocorrência de riscos ambientais, sendo sua abrangência e profundidade dependentes das características dos riscos e das necessidades de controle, devendo ser elaborado e implementado pela empresa, por estabelecimento, segundo a normativa NR-09 toda a atividade econômica deste país independente do número de funcionários deve manter o PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais;

 

PGR - Programa de Gerenciamento de Riscos

O Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) é obrigatório para as atividades relacionadas à mineração, deve ser elaborado e implementado pela Empresa ou pelo permissionário de lavra garimpeira e substitui o PPRA para essas atividades, nos termos da NR – 22, do M.T.E;

 

NR 18 PCMAT - Programa de Condições do Meio Ambiente na Indústria da Construção.

Estabelece diretrizes de ordem administrativa, de planejamento de organização, que objetivem a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na indústria da construção civil. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, é o artigo 200 inciso I da CLT. O objetivo desse programa visa levantar as condições de trabalho e meio ambiente nas atividades e atribuições, levando em consideração os risco de acidente e doenças do trabalho e suas respectivas medidas preventivas através do projeto de excussão das Prevenções Coletivas conforme as etapas da execução da PPRA;

- Especificações técnicas sobre proteções coletivas e individuais, Programa Educativo completando a temática de prevenção de acidentes e doenças do trabalho;

 

LAUDO DE PERICULOSIDADE.

Consiste na emissão de um laudo conclusivo da real exposição do trabalhador, sendo emitido por Engenheiro de Segurança ou Médico do Trabalho. Para elaboração deste documento é necessário uma visita técnica para avaliação do ambiente, a fim de determinar se a ocupação realiza atividades ou operações consideradas perigosas, para análise da percepção de adicionais incidentes sobre o salário do trabalhador.

 

LAUDO DE INSALUBRIDADE.

Consiste na emissão de um laudo conclusivo da real exposição do trabalhador, sendo emitido por Engenheiro de Segurança ou Médico do Trabalho. Para elaboração deste documento é necessário a identificação dos agentes de risco presentes no ambiente de trabalho, através de avaliações qualitativas e quantitativas, este último aplicado para produtos químicos, ruído, calor e frio. O objetivo do Laudo de Insalubridade é determinar se as atividades exercidas apresentam riscos à saúde do trabalhador, assim como a percepção de adicionais incidentes sobre o salário do trabalhador.

 

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS

Este programa tem por objetivo reconhecer, avaliar e controlar os riscos físicos, químicos e/ou biológicos, aos quais menores aprendizes estariam expostos, tendo como base legal a portaria nº. 20 e a redação da portaria nº. 04 da Secretaria de Inspeção do Trabalho. O reconhecimento dos agentes, inerentes à cada risco, desencadeia um conjunto de medidas (estudadas e discutidas), de engenharia, médica e/ou administrativa, cujos objetivos estão em ordem de prioridade:

1º eliminar o risco; 2º controlar ou neutralizar o risco; 3º sinalizar o risco.

PCMSO – Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional

Este programa tem como objetivo a preservação da saúde e da integridade física do trabalhador, constando dos seguintes exames:

 Admissionais;

 Demissionais;

 Periódicos;

 Troca de função,

 Retorno ao trabalho. Avalia os riscos com relação à saúde do trabalhador em conjunto com o PPRA.

 

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS

- Como devo gerenciar o resíduo gerado pelo meu processo produtivo? - Como devo classificá-lo? - Qual a destinação final ecologicamente correta? - O que é passivo ambiental? - Do que se trata a lei de responsabilidade soldaria?

Estas e outras dúvidas que os empresários e industriais tem, pode e deve ser esclarecidas através de uma consultoria dedicada exclusivamente ao meio ambiente. Veja os serviços que ofertamos:

 EIA-RIMA: Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto ao Meio Ambiente;

 Formação de Multiplicadores de Consciência Ambiental;

 Consultoria Ambiental.

 

CONSULTORIA EM SEGURANÇA DO TRABALHO

Nossa consultoria em segurança do trabalho é um serviço diferenciado que colocamos a disposição de nossos clientes. Gerenciamos o seu indicador de qualidade de vida no trabalho através de uma estatística mensal e anual de acidentes e doenças do trabalho, os dias debitados, dias perdidos, homens hora trabalhada, taxa de freqüência, taxa de gravidade, acidentes de trabalho e percurso e acidentes típicos da atividade que a empresa desempenha. Além de assessorar através de treinamentos voltados a segurança do trabalho saúde e meio ambiente, e legislação previdenciária.

 

NR 10 LAUDO ELÉTRICO E DE RESISTÊNCIA OHMICA

Uma das metas das empresas modernas é a qualidade e a segurança de seus colaboradores. Para alcançar este objetivo, devemos manter um incentivo pela segurança do trabalho, investindo no valor humano. Uma das maneiras de motivar o seu colaborador a trabalhar com qualidade e segurança, é a realização de treinamentos, onde aprenderá a desenvolver seu total potencial contribuindo muito mais para a sua empresa. Por isso incentive seu colaborador a evitar acidentes, faça um treinamento adequado e produtivo. Através de treinamentos específicos a sua empresa poderá se destacar no mercado, pela qualidade e segurança total envolvendo todos os setores e colaboradores da empresa. Nossos treinamentos são realizados por profissionais qualificados e experientes.

 

Operador de Empilhadeiras - NR 11

O treinamento aos operadores atende ao currículo exigido pelo MTE. Este curso é direcionado àqueles que querem aprender a dirigir ou manusear uma empilhadeira. Trata-se de um curso de algumas horas e, após esta etapa, o trabalhador está apto a atuar nesta atividade.

 

Primeiros-Socorros

O curso de primeiros socorros visa à capacitação do trabalhador para realizar o primeiro atendimento em caso de acidente ou mal súbito, prestando socorro imediato e adequado à vítima.

Desenvolver as habilidades de socorrista através do aprendizado teórico e prático das técnicas utilizadas para o pronto atendimento às vítimas de acidentes de qualquer natureza.

 

Utilização de EPIs

Os EPIs existem para proteger a saúde do trabalhador e devem ser testados e aprovados pela autoridade competente para comprovar sua eficácia. O Ministério do Trabalho atesta a qualidade dos EPIs disponíveis no mercado através da emissão do Certificado de Aprovação (C.A.). O fornecimento e a comercialização de EPIs sem o C.A. é considerado crime e tanto o comerciante quanto o empregador ficam sujeitos às penalidades previstas em lei.

 

IMPLANTAÇÃO E CURSO DE CIPA - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES NR-5

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA . Estabelece a obrigatoriedade das empresas públicas e privadas organizarem e manterem em funcionamento, por estabelecimento, uma comissão constituída exclusivamente por empregados com o objetivo de prevenir infortúnios laborais, através da apresentação de sugestões e recomendações ao empregador para que melhore as condições de trabalho, eliminando as possíveis causas de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais. A fundamentação legal, ordinária e específica, que dá embasamento jurídico à existência desta NR, são os artigos 163 a 165 da CLT. As empresas que não se enquadrarem no Quadro I promoverão anualmente treinamento para o designado responsável pelo cumprimento do objetivo desta Norma Regulamentadora. Item 5.32 NR-5.

 

BRIGADA DE EMERGENCIAS:

Atendimento à NR 23 – Prevenção Contra Incêndios e à NBR 14276/06 – Brigada de Emergências.

 

NR-33 Segurança e saúde nos trabalhos em espaço confinado

O objetivo da NR 33 é estabelecer requisitos mínimos para identificação de espaços confinados, seu reconhecimento, monitoramento e controle de riscos existentes, de forma a garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores.

 

PALESTRAS ORIENTATIVAS

 

  • PROGRAMA DE ORIENTAÇÃO ALIMENTAR (POA)
  • PROGRAMA DE CONTROLE DO COLESTEROL (PCC)
  • PROGRAMA DE PREVENÇÃO DO STRESS (PPS)
  • PROGRAMA DE PREVENÇÃO ÀS DROGAS (PPD)
  • Mudança de comportamento
  • Prevenção de acidentes
  • Stress
  • Doenças Respiratórias
  • Proteção das mãos
  • Alcoolismo, tabagismo e outras drogas.
  • Primeiros Socorros
  • Educação e produtividade

 

v Qualidade de Vida no Trabalho

v Doenças Ocupacionais

v Malefícios do Ruído

v Proteção Visual

v Patologias da Coluna

v Higiene Industrial e Pessoal

v Responsabilidade Civil e Criminal

v Segurança no Lar

v Legislação Previdenciária

 

Tanto a prevenção de doenças quanto a promoção da saúde são consideradas fatores determinantes e, poderíamos dizer, até mesmo preponderantes para a redução dos custos dos cuidados a saúde, os quais vem aumentando constantemente. Além dos órgãos governamentais, também as organizações de saúde devem preocupar-se com tais fatores, para que possam melhorar o nível de saúde e, principalmente, a qualidade de vida de seus afetos.

 

Paralelamente ao crescimento e desenvolvimento tecnológico, a modernidade convive também com o aumento dos problemas na área da saúde e com a queda na qualidade de vida da população. Do ponto de vista ocupacional, apontam as estatísticas para dois enfoques principais: o das ocorrências de curto prazo, de notação imediata e aguda, e o das de médio e longo prazo, as crônicas.

 

No dia 01 de maio de 1943, o então Presidente da República, Getúlio Vargas, aprovava a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que instituía as normas que regulam as relações individuais e coletivas de trabalho, mediante direitos e obrigações recíprocas. O Capítulo V da CLT trata da Segurança e Medicina do Trabalho, o que determina o estudo das formas de proteção à saúde do trabalhador quando no exercício do trabalho, indicando medidas preventivas e remediando os possíveis danos causados à integridade física do trabalhador.

(11) 94843-1928

(11) 97739-9445

 

Av. Benjanmim Harris Hunnicutt 667Guarulhos/SP

clecioeveraldo@outlook.com rbtreobote@gmail.com